Vale do Zêzere. Talvez um dos maiores segredos de Portugal. Talvez seja um dos primeiros da fila de espera. Da fila de espera que procura e merece uma revelação. 

O rio Zêzere nasce na Serra da Estrela e percorre os seus primeiros quilómetros no lindíssimo Vale Glaciar. Termina a sua jornada, enquanto rio, 200 quilómetros depois, na vila de Constância, onde encontra o rio Tejo. São muitos os quilómetros que este especial rio percorre na região do Médio Tejo, assumindo três formas distintas. A albufeira de Castelo de Bode, talvez a forma mais conhecida (isto filtrando o Zêzere unicamente para a região do Médio Tejo). A forma de rio que se aproxima do Tejo, de leito mais largo, e de paisagem larga. E, por final, sob forma de vale. Na região do Médio Tejo, praticamente só no concelho da Sertã, o rio assume esta magnifica forma de ser, um vale em jeito de bosque encantado, onde o rio se consegue ouvir. 

Seguindo um caminho de pedra na aldeia de Pedrogão Pequeno, no Norte do concelho da Sertã, descubro que o rio Zêzere escondia este segredo. Assumindo forma e até cores diferentes. Quase como um camaleão em constante mutação. 

Neste pequeno troço, que se faz vale, entre a barragem do Cabril e um pouco antes de avistar Dornes, o Zêzere ainda esconde um outro pequeno segredo, quase como um bónus para iluminar ainda mais a alma de quem o visita. A Ponte Filipina. Liga Pedrogão Pequeno a Pedrogão Grande, atravessa o Zêzere, e no tempos modernos também cruza dois concelhos. A Sertã e Pedrogão Grande. E duas sub-regiões: Médio Tejo e Leiria. Embora a afinidade cultural destas duas povoações seja claramente ligada à Beira Baixa. Sim, estamos em território de fronteira. Administrativa e cultural. Um constante num país pequeno e mas bastante diverso. Voltando à Ponte Filipina de Pedrogão Pequeno, é uma ponte romana muito bem preservada, com 3 arcos e quase 5oo anos de existência. Ligava Mérida a Conimbriga. Muitas histórias deve ter esta ponte para contar. 

 

 

coordenadas: 39.905604, -8.139094

Esta história pertence ao projeto Retratos do Centro de Portugal. Vão ser construídos 365 retratos, 365 pequenas histórias, sobre toda a grande Região Centro de Portugal. Podem consultar todos os retratos aqui.

HOME    HISTÓRIAS

AUTOR    PRESS    CONTACTOS

facebook  /  instagram  /  twitter

O Meu Escritório é lá Fora!, todos os direitos reservados © 2019