Rio Zêzere. Rasga e dá carácter ao território do xisto. É um dos rios mais bonitos do mundo. Para mim, é.

Do alto de uma serra avistamos a Zêzere, do balcão de uma aldeia admiramos o Zêzere, numa bonita praia fluvial, refrescamo-nos no Zêzere. Não faz apenas parte da paisagem, grande parte das vezes é o ponto alto do quadro.

Este retrato, e momento, foi capturado na ponte que liga as aldeias de Janeiro de Cima e Janeiro de Baixo, local de fronteira entre o concelhos do Fundão e Pampilhosa da Serra. Como o rio corre gracioso por aqui. De leito cheio, água clara e a fundir-se na perfeição com o verde da floresta. De Inverno aquece o coração de quem por ele passa, pela magia que transporta. De Verão refresca, só de olhar, pelas águas cristalinas que transporta. Acredito em fantasia. Ou melhor, movo-me pela fantasia, viajo com fantasia. Acredito, de coração, que este rio é especial. 

 

 

Esta história pertence ao projeto Retratos do Centro de Portugal. Vão ser construídos 365 retratos, 365 pequenas histórias, sobre toda a grande Região Centro de Portugal. Podem consultar todos os retratos aqui.

 

HOME    HISTÓRIAS

AUTOR    PRESS   

CONTACTOS

facebook  /  instagram  /  twitter

O Meu Escritório é lá Fora!, todos os direitos reservados © 2019