Há muito tempo de ouço a expressão “Mar de Minde”. Sou bom a  geografia. Sei que Minde fica longe do mar. Sempre achei que era apenas uma expressão sem grande sentido, construída, talvez, por um marinheiro com origem em Minde. Isso sim, pareceu-me possível. Mas há pouco tempo, numa visita rápida e casual, o mito do “Mar de Minde” quebrou-se. Não tem nada a ver marinheiros, existe mesmo um mar de água (doce) em Minde. Essa terra da Serra d’Aire.

Minde, freguesia do concelho de Alcanena, fica localizada num vale, em pela Serra d’Aire, bem no Centro de Portugal. Um lugar muito diferente e muito bonito. E o mar? Bem, quando existe muita precipitação e os rios subterrâneos das Serras de Aire e Candeeiros excedem o seu caudal, a água quer por gravidade, quer por cavidades diversas, acumula-se no vale ou Mata de Minde, formando uma lagoa de elevadas dimensões. Este fenómeno tem o nome cientifico de Polje e, em Minde, acontece quase todos os invernos. Quase com a mesma velocidade que se cria o “mar”, este se esvazia pelas mesmas cavidades que inundaram a mata.

Pena ser no Inverno, caso contrário, este mar convidava a um mergulho.

  

coordenadas: 39.531660, -8.676754

Esta história pertence ao projeto Retratos do Centro de Portugal. Vão ser construídos 365 retratos, 365 pequenas histórias, sobre toda a grande Região Centro de Portugal. Podem consultar todos os retratos aqui.

HOME    HISTÓRIAS

AUTOR    PRESS    CONTACTOS

facebook  /  instagram  /  twitter

O Meu Escritório é lá Fora!, todos os direitos reservados © 2019