Os meses de Dezembro e Janeiro, têm sido, basicamente, passados assim. Agarradinho à minha Liliana, na nossa santa terra. (quer dizer, com o frio que está, tem sido mais assim…agarradinhos na nossa santa casinha, na nossa santa terrinha)
 
Precisava deste tempinho para arrumar o meu escritório ( e a minha cabeça), sim, aquele com mesa e cadeira, sobretudo para alinhar novos projectos e desafios. Muitas vezes dou por mim a pensar que desejaria ser menos irrequieto mentalmente, ter menos sonhos e ter menos desejo de os concretizar. É o que me faz feliz e faz parte da minha identidade, mas também é o que me deixa como uma panela de pressão, daquelas que vão rebentar a qualquer momento, isto apesar do meu, aparente, estado de calma constante.
 
O ano que passou, foi dos diabos. Apesar de colocar sempre a fasquia muito alta nos meus objectivos, consegui superá-los. Sobretudo, provei a mim mesmo, que é possível viver como CEO (adoro!) de uma empresa chamada O Meu Escritório é lá Fora!, que é basicamente uma fábrica de construção de sonhos. É claro que para as finanças e segurança social, o CAE é outro. Mas esta superação de objectivos, no meu caso, não é objectivamente boa. Faz com a minha confiança suba a níveis bastante elevados, assim daqueles que tocam nas nuvens. O que faz com que tenha cada vez mais sonhos e cada vez mais confiança que os posso concretizar. Esperem. Estava a tentar escrever isto para parecer que iria ser uma coisa má, tipo diabo à solta, mas acho que não estou a conseguir. Pronto, se calhar é bom ser assim. Mas a parte que pareço um panela de pressão silenciosa também é verdade. Muito resumidamente, poderia somente deixar o barco rolar. O ano passado correu bem, foi primeiro ano de profissional do Escritório, podia apenas solidificar o modelo e seguir a mesma toada. Mas não. Como diriam uns amigos meus, carga máxima no assador.
 
Depois, poderia simplesmente concretizar os sonhos, tipo lista e colocar uns certos nos concretizados e partir para outros. Mas não. Sou assolado por uma dose de perfeccionismo, que me impede de fazer as coisas mais ou menos, ou simplesmente fazer. É claro que nunca chego ao (meu) perfeito, mas vivo numa luta constante para lá chegar. E quando quase chego lá, esse já não é o meu sonho favorito, e não valorizo assim tanto a minha conquista. Sim, às vezes não é fácil ser eu. Aqui, entra sempre a minha Liliana como minha salvadora. É o meu braço esquerdo e direito, e muitas vezes nem precisa de me dizer nada. Basta olhar para mim e fazer determinada expressão. Quer dizer, se calhar até me está a querer dizer que está com fome, mas eu interpreto como um “não vás por aí”. (tou a brincar) Gosto tanto dela. E todos os obrigados serão poucos, para o desempenho perfeito na sua função de equilibrista de um sonhador. Vejo muitas duplas boas a era digital, principalmente no Instagram ou no youtube. Normalmente, ele é fotografo e ela a modelo, ou vice-versa. Na função de equilibrista duvido que exista melhor que a minha Liliana.
 
Quer dizer, depois de tanta conversa, até parecia mal não partilhar convosco alguns dos objectivos para 2018. Não vou revelar todos, nem sei se vou revelar os mais importantes. Mas talvez seja bom partilhar, para aliviar as minhas angustias de concretização.
 
Ora bem:
 
-> Youtube+filmes
 
Vou lançar-me no youtube. Sim, é um tendência natural. Ainda durante este mês vou lançar o canal e o primeiro video. Vai ter duas linhas. Uma primeira ao estilo vlog, ou seja, vou montar um mini estúdio no escritório cá de casa (ou seja lá onde for), e falar sobre um tema. Mais ou menos, um video destes por semana. Depois, fazer filmes de viagem. Muito na linha das minhas histórias de viagem escritas, mas em video. Quer dizer até aqui tudo normal. O problema está na minha dose de perfeccionismo exagerada. O mais ou menos é difícil para mim. Neste momento estou a tirar uma Licenciatura em Cinema. Sim, é um desafio ser eu.
 
-> Novo site/projecto em inglês
 
Mais uma tendência natural. Podia simplesmente traduzir o Meu Escritório para inglês. Mas não é essa linha que vejo como certa. Portanto, será um novo mini-projecto com a chancela O Meu Escritório é lá Fora!. Escrever em inglês, sobre Portugal, para o Mundo. Aqui não fui tirar uma Licenciatura, mas já justifico um patrocínio da Moleskine. Em 15 dias preenchi um caderno com notas para isto (normalmente dura 1 mês).
 
-> Primeiro livro
 
Nem me vou alongar muito. Sou um nomad digital old fashion. É sonho ter um livro em papel e, sobretudo, a cheirar a papel, escrito por mim. Lá para o final do ano, inicio do próximo, voltamos a falar sobre isto.
 
-> O Meu Escritório é lá Fora! num espaço físico
 
Posso dizer, de coração, que este é um dos maiores sonhos que já tive e dos que mais prazer me vai dar ver concretizado. Até poderia dizer que será o projecto de uma vida, mas pelo que leram em cima, que a vida me dê muitos anos para viver, que irei ter muitos “projectos de vida”. Já não está só no papel e na minha cabeça, já está um passo mais à frente. Será como vos receber no meu mundo encantado. No meu escritório, na minha casa. Adoro escrever e adoro esta coisa do negócio digital. Mas também adoro conversar com pessoas, sentir as suas expressões e rir-me com elas. Acho que neste caso, vou conseguir ter o melhor dos dois mundos. Está numa espécie de work in progress. Novidades em breve. Muita ansiedade em mim.
 
Posto isto, digam-me o que acham da minha vida de sonhador e dos meus novos projectos. Sim, ainda faltam alguns bem fortes (surpresa). Sim, vou manter os projectos do ano passado. Sim, para fevereiro volto às viagens. Sim, o Meu Escritório apenas tem um funcionário.


INSTAGRAM



 

Comentários

comments