SOBRE MIM

 
 
 
O meu nome é Carlos Bernardo, tenho 32 anos. Sou nascido e criado em Rossio ao Sul do Tejo, freguesia do concelho Abrantes. Tenho orgulho absurdo na minha terra. Todas as minhas conversas sobre viagens acabam a falar sobre a minha terra (até podem começar na China). Sou casado com uma mulher lindíssima, chamada Liliana, com quem já partilho cerca de metade da minha vida (sim, começamos a namorar ainda éramos uns bebés). Apesar de passar boa parte do meu tempo a viajar, gosto sempre de voltar à minha Abrantes (onde tenho a minha casa, e onde vou viver, muito provavelmente, para sempre).  
 
Tenho alguma dificuldade em definir-se profissionalmente, por isso muitas vezes digo que sou um sonhador profissional. Esta faceta de sonhador levou-me a fugir de ser Engenheiro Civil e a criar o seu mundo encantado com um projeto chamado O Meu Escritório é lá Fora!, que é, entre outras coisas, um blog onde relato as minhas experiências, viagens e sonhos. Tudo começou de uma forma bastante ingénua com uma viagem desde a porta de casa dos meus pais até ao Algarve. De bicicleta, sozinho e com uma mochilas às costas. Em pleno pico de Verão. Com essa viagem, descobrir que gosto tanto de contar histórias como de as viver. Depois de largos meses onde apenas família e amigos liam as minhas histórias, a coisa (o blog) foi tornando-se séria, e hoje, passados 4 anos desde a primeira viagem, tenho mais de 1 milhão de visitas por ano (sim, é verdade!) e uma mão (quer dizer, mais que uma) cheia de prémios de prémios e distinções, com destaque para o galardão de “Blog de Viagens Mais Popular de 2017”, prémio promovido pela FITUR (Feira Internacional de Turismo de Madrid). Paralelamente ao blog, é possível encontrarem-me a dar palestras por aí fora (principal a explicar como ser sonhador profissional), a guiar grupos em pequenas viagens ou a dar aulas na Universidade Europeia.
 
Hoje sou profissional d’O Meu Escritório é lá Fora!. Ganho a vida a contar (escrever e fotografar) histórias. Um sonho portanto. 
 
Se quiserem tornar as coisas mais pessoais (e ficar a conhecer-me melhor), podem ler as seguintes publicações: