É difícil definir paraíso. Acredito que esta palavra está associada a uma boa dose de perfeição. Ou até mesmo definindo algo intangível. Tão bom, que o desejamos sempre, mas que não o conseguimos alcançar. Uma espécie de Santo Graal. Por isso, talvez seja um exagero definir o lugar Penedo Furado como um paraíso. Mas aqui, entra a minha definição de paraíso, aquela que serve para dar nome às minhas sensações. Por isso, e para mim, o Penedo Furado é um paraíso. Sendo esse o adjetivo que lhe cai melhor, perante aquilo que os meus olhos vêem e que o meu coração sente. Já perdi conta às vezes que estive no Penedo Furado. Já estive em diferentes contextos. Já o vi em diferentes perspectivas. Em todos os momentos fiquei arrebatado. E muitas vezes arrepiado. Perante a dimensão, genuinidade e tranquilidade que este lugar me transmite. 

Penedo Furado é um cantinho da albufeira de Castelo de Bode, onde as águas da ribeira de Codes se encontram com as águas do Zêzere. Existem múltiplas cascatas por ali, todas muito bonitas. Talvez seja essa a imagem, a das cascatas, a mais icônica das imagens deste lugar. E também a imagem da bonita praia fluvial, que embelezou ainda mais o lugar e o tornou acessível a todos. Mas de todas as imagens e lugares do Penedo Furado, o lugar onde o retrato foi captado, para mim, é o mais impactante e que mais mexe com os meus sentidos. Miradouro das Fragas do Rabadão, de seu nome. A partir este lugar, ouvimos as quedas de água, quase como um helicóptero em movimento. Vemos as águas verde esmeralda do Zêzere. Vemos a Ribeira de Codes. Vemos alguns pequenos santuários, exibidos em pequenas montanhas rochosas, que se confundem com a paisagem, dedicados ao Cristo Rei, a São Gabriel, a São Sebastião e à N. Sra da Conceição. Vemos os trilhos da Grande Rota do Zêzere (uma das minhas favoritas, no que diz respeito a grandes rotas). Vemos um sem fim de aves de rapina, que fazem deste vale a sua casa. Vemos diversas conheiras, resultado da exploração mineira, a céu aberto, feita pelos romanos. Vemos a confluência de três concelhos: Abrantes, Sardoal e Vila de Rei. E depois, aquilo que não se vê. Uma tranquilidade imensa. Sinto-me num filme, num filme bonito.

O Penedo Furado, a sua praia fluvial e as suas cascatas, ficam localizadas no concelho de Vila Rei, junto à albufeira de Castelo de Bode, bem no centro de Portugal. 

 

coordenadas: 39.626831, -8.160943

Esta história pertence ao projeto Retratos do Centro de Portugal. Vão ser construídos 365 retratos, 365 pequenas histórias, sobre toda a grande Região Centro de Portugal. Podem consultar todos os retratos aqui.

HOME    HISTÓRIAS

AUTOR    PRESS    CONTACTOS

facebook  /  instagram  /  twitter

O Meu Escritório é lá Fora!, todos os direitos reservados © 2019