Faz hoje 5 anos que me lancei nesta aventura de criar um escritório lá fora. Faz hoje que 5 anos que peguei na minha bicicleta e mochila e saí porta fora. Faz hoje 5 anos que escrevi a minha primeira história. Muito aconteceu ao longo destes 5 anos. A minha vida mudou por completo. Mudou tanto, que hoje penso: “5 anos? só 5 anos!?”. Pois é, parece que tenho duas vidas. Uma antes e outra depois do Escritório.

Sempre fui sonhador, sempre acreditei que valia a pena lutar pelas nossas convicções. Mas há 5 anos, quando percorria de sorriso rasgado na cara as estradas do Alentejo sobre um calor tórrido, nunca pensei que hoje podia ter o que tenho, ter conquistado o que conquistei e poder sonhar com outra dimensão (com a convicção que vou concretizar alguns). E quando menciono conquistas, nem estou a referir-me a prémios. Quando menciono posses, não me refiro a dinheiro, casas ou carros. O que conquistei foi, sobretudo, liberdade. Liberdade para fazer o que gosto. Liberdade para sonhar. E confiança para acreditar que é possível. Hoje, o Meu Escritório, vai muito além de um blog. É meu projecto de vida. Há 5 anos, não pensei que o Meu Escritório durasse 5 anos. Há uns tempos, disse, escrevi e acreditei que o Meu Escritório vai existir enquanto eu existir. E hoje, com um orgulho que nem imaginam, acredito que o Meu Escritório poderá ter um legado maior que a minha existência. Hoje, o Meu Escritório é uma folha em branco e um universo criativo. Em tempos apenas existia na minha cabeça. Agora é bem real.

Felizmente, ao longo do tempo de vida do Meu Escritório, e principalmente no últimos dois anos, em que sou profissional a 100% (se calhar são 1000%) deste projecto, os trabalhos e os desafios foram aumentando exponencialmente. Hoje dou-me ao luxo de ter uma empresa, que tem um blog, sem uma única referência a dizer “vende-se”, e todos os dias (literalmente, todos os dias), recebo novas propostas de trabalho, todos os dias alguém quer “comprar-me alguma coisa”, chegando a universos que nunca imaginei como imagináveis (perdoem-me a redundância). Mais uma vez, muito mais do que outra coisa qualquer ($), enche-me de orgulho. Orgulho, sobretudo, por ver e sentir o orgulho que os meus sentem em ver o que conquistei e criei. 

Como é óbvio, não foram 5 anos de “só facilidades”. Está muito trabalho, suor e lágrimas aqui. Existiram momentos de dúvida e quase todos os dias me aparece um problema novo. Mas são esses mesmos problemas que me fazem avançar. Esta coisa de avançar para o desconhecido e de “inventar” um projecto de sonhos, garantiu-me uma boa dose de auto-conhecimento. Expus-me demasiado, ao que tinha tudo para correr mal, e acabei por perceber o que faço melhor e o que faço pior. Não sou capaz de viver sem problemas. E quando não os tenho, crio os meus próprios problemas. Passo a vida a testar-me, passo a vida a querer fazer diferente. Também passo a vida a ver e criar problemas (ou necessidades) aos outros e tentar (muitas vezes a conseguir) vender-lhe uma solução. E isto que me dá mais prazer. Criar. Solucionar problemas. Tento estar um passo à frente, tento inspirar-me com tudo (e todos) o que me rodeia, mas nunca a seguir ninguém. Por isso, depois destes 5 anos, também consigo afirmação com certeza, que muito mais do que um blogger, um escritor, um fotografo ou empresário, sou um criativo. Tão criativo, que posso pensar (ou afirmar) que, muito provavelmente, daqui a 10 anos este blog não vai existir, mas O Meu Escritório é lá Fora! vai continuar. Mas com outros projectos e a inventar outra coisa. A minha estabilidade emocional (isto a nível profissional, o resto quero muito estável) só se garante com irrequietude. Posso afirmar isso com muita certeza.

Parece ser um lugar comum, mas com uma sinceridade do tamanho da Muralha da China afirmo a importância que todos vós, que me seguem, alimentam e consomem o Meu Escritório têm. Como é óbvio não faria sentido sem vocês desse lado. É também para vocês que me testo, e que exijo como mínimo o máximo de mim, para criar coisas novas, para resolver alguns problemas que possam ter (como não saberem onde vão jantar amanhã) e a inspirar. É com um prazer, maior que o tamanho da Muralha da China, que recebo emails, mensagens ou mesmo conversas (porque sou uma pessoa que vai muito além do digital), de alguém a dizer-me que mudou a sua vida para melhor (muitas vezes em pequenas coisas), por algo que eu inspirei e funcionei como exemplo. Isto, para além de me deixar às vezes como a música “com uma lágrima no canto do olho”, também me vez sentir uma espécie de super homem, que toda a dimensão e responsabilidade que isso acarreta. A todos vocês, os mais antigos, os mais recentes, um sincero muito obrigado. 

E é claro, este aniversário também é especial por ser o ano de nascimento da minha Alice. Por pouco, nascia no mesmo dia que o Meu Escritório nasceu. Não vejo a hora de lhe contar todas estas histórias.



HISTÓRIAS RELACIONADAS 

#primeira viagem



INSTAGRAM



 

Comentários

comments