Ilha Terceira, mais um belo recanto do paraíso chamado Açores. É muito interessante sentir o carácter de cada ilha e perceber como são tão iguais e tão diferentes. No caso da ilha Terceira, tal como em todas as outras onde já estive, aconteceu o celebre “amor à primeira vista”. Senti-me tão bem lá, tão confortável, que assume um certo grau de “assustador”. Quase como se já tivesse vivido, numa outra vida, nestas ilhas. É claro, e nem é preciso alongar-me muito neste assunto, que a partida é sempre dolorosa. Apenas aliviada, com uma instantânea marcação de viagem de regresso. Acho que nunca me vou cansar de voltar. Os Açores, e também a Terceira, serão sempre uns favoritos.

Para facilitar a vida a quem visita a primeira vez, sugiro alguns pontos obrigatórios. Experiências que, certamente, irão produzir muitas memórias, das boas. E as viagens, as boas viagens, são muito isso, construção de memórias. Não é?

As experiências:

⇸ IR (COMER PEIXE) AO RESTAURANTE BEIRA MAR

Um clássico. O restaurante fica, literalmente, dentro do porto de pesca de São Mateus (o principal da Terceira). Chegar, dar uma volta pela povoação, sentir o porto, ver os barcos a partir e a chegar, os pescadores a preparar a próxima faina, são tudo “aperitivos” importantes que o que vem aí. Sentar no Beira Mar, com vista para o mar, onde o produto brilha. Como eu muitas vez digo, com peixe já cozinhado e à minha frente: “ainda cheira a mar”. É tudo bom.

+info

⇸ MIRADOURO DA SERRA DO CUME

Uma imagem de marca da ilha Terceira. Uma espécie de anfiteatro para contemplar toda a ilha. Com particular destaque para a autêntica manta de retalhos (diferentes propriedades agrícolas) no vale, mesmo abaixo do miradouro, em contraste com o azul do mar.

⇸ CONHECER (E PASSEAR MUITO) NO CENTRO HISTÓRICO DE ANGRA DO HEROÍSMO

É Património da Humanidade. Tem personalidade este centro histórico, cuidadosamente alinhado e cheio de pormenores deliciosos. Quase todos os pontos mais altos são miradouros, as ruas apertadas parecem museus e depois uma praia de cidade lindíssima, como uma espécie de cereja no topo do bolo.   

⇸ MONTE BRASIL (DE PERTO E DE LONGE)

É um cone de vulcão (extinto) transformado em floresta (e em parque). É imponente ao longe (pode ser visto de quase toda a ilha) e ao perto (dentro do Monte) assume uma forma graciosa, com uma vista lindíssima para a cidade de Angra.

⇸ VIVER AS FESTAS SANJOANINAS

Se existe uma imagem de marca da ilha Terceira são as festas. É, definitivamente, um povo festeiro e que sabe festejar. As Sanjoaninas, são o expoente máximo. Altura certa para visitar a Terceira (para quem gosta de agitação)? Nas Sanjoaninas, certamente.

+info

⇸ DAR UMA VOLTA À ILHA

Este é um conselho para todas as ilhas. Primeira coisa a fazer? Colocarem-se no vosso carro ou mota e darem um volta à ilha. O mais provável é ficarem encantados e acharem que estão no paraíso.

+info

⇸ PRAIA DA VITÓRIA

Tem muitas coisas que a fazem valer a pena, mas a sua baía é uma coisa digna de ser vista e vivida. Tal como Angra, também é uma cidade cheia de pormenores deliciosos. 

⇸ VISITAR O ALGAR DO CARVÃO

É, basicamente, entrar dentro de um vulcão adormecido. Um cenário imponente e estranhamente belo. É um icône desta ilha Terceira.

⇸ MERGULHAR NOS BISCOITOS

Fica no norte da ilha. São piscinas naturais, “embutidas” entre rochas, conceito comum em quase todas as ilhas dos Açores. Para além de um mergulho no mar, os Biscoitos são o território com maior tradição vinícola na Terceira. Também a pena explorar esse lado, mais que não seja pela apreciação das bonitas vinhas e antigas adegas.



MAPA

   



INSTAGRAM



 

Comentários

comments