Convento de Cristo, Tomar. Genialidade patrimonial. Não sei se é correto apelidar património de génio. Mas se for correto e possível, este Convento de Cristo assume contornos de genial. Um genialidade que o torna difícil de definir no tempo, tal a imensidão diversa de personagens importantes que moldaram a sua história, tal a dimensão de momentos e elementos que construíram as suas paredes e tal o pormenor dos seus pormenores, que elevam este Convento, por exemplo, a Património da Humanidade.

O inicio da construção do Convento de Cristo, está estimada no ano 1160. O que é conhecido genericamente como Convento de Cristo, na verdade incluí 6 complexos com funções distintas e complementares: o Castelo Templário, de origem medieval; a Charola Templária e igreja manuelina; o Convento da Ordem de Cristo; a Mata dos Sete Montes; a Ermida de N. Srª da Conceição; o Aqueduto dos Pegões. No interior do Convento, entre múltiplos interessantes pormenores, é importante destacar a janela do Capítulo, como, talvez uma das importantes e imponentes janelas a uma escala mundial. Poderia dizer que só a janela dava uma história, mas seria escasso. Cada pormenor da janela dava uma história, tal a importância da sua iconografia. O campo das suas personagens, é difícil fugir ao nome do mestre Gualdim Pais. Mestre Templário, fundador do Castelo e da cidade de Tomar. Ainda hoje um nome muito presente e acarinhado, no património e na comunidade. Outra das personagens memoráveis deste lugar é D. Filipe I, tendo sido aclamado como Rei de Portugal na igreja do Convento. Sim, o D. Filipe I que é a mesma pessoa que Filipe II, Rei de Espanha. Percebem a importância e unicidade do momento? É incrível podermos pisar e viver este lugar.

Já perdi a conta a0 número das minhas visitas ao Convento. Com a incrível admiração, de o nível de estima e elevação fantasista (nem imaginam as viagens pela história que este lugar promove na minha cabeça iluminada), subir a cada visita. Já vi cada cada porta, cada canto, cada contorno, vezes sem conta. Poderia ser repetitivo, mas a cada final de visita, só me surge na cabeça aquela nuvem de pensamento: “tenho de voltar em breve”. O meu desejo de consumo deste lugar parece ser infinito. Sinto-me insaciável por mais histórias. E as histórias parecem não acabar. 

Venha a próxima visita, a um dos lugares mais geniais da nossa história.

 

Convento de Cristo//coordenadas: 39.603780, -8.418666

Esta história pertence ao projeto Retratos do Centro de Portugal. Vão ser construídos 365 retratos, 365 pequenas histórias, sobre toda a grande Região Centro de Portugal. Podem consultar todos os retratos aqui.

HOME    HISTÓRIAS

AUTOR    PRESS    CONTACTOS

facebook  /  instagram  /  twitter

O Meu Escritório é lá Fora!, todos os direitos reservados © 2019