Sofia Machado ou “Sofia na Australia”, é portuguesa, mas vive na Australia. “Despedi-me, arrumei 20kg da minha vida numa mala e mudei-me de Lisboa, Portugal para a Austrália”. Quantos de vocês já não pensaram fazer isto (e a Austrália parece tão bem)? Pois, a Sofia fez isto!

Para além de simplesmente viver na Austrália, a Sofia é uma assídua viajante (não só pela Australia) e partilha as suas histórias no blog Sofia na Australia (devem visitar, porque é bom!). O seu blog foi nomeado na categoria de Melhor Blogue de Viagens Pessoal, no BTL Blogger Travel Awards 2016. Outra coisa importante, este mês (Abril de 2016) se comprarem a revista de viagens Volta ao Mundo, vão encontrar a Sofia nas páginas centrais, é a viajante em destaque nessa edição.

Obrigado Sofia, por nos apresentares Cairns. Ah! É possível visitar a Australia (e Cairns) com a Sofia, ela é guia de viagem na agência Wanderlust

PELA SOFIA


Cairns é a melhor porta de entrada para o norte tropical de Queensland e de onde podemos partir para visitar alguns dos mais impressionantes patrimónios mundiais, como a Grande Barreira de Coral e a Floresta Tropical Húmida de Daintree.

Aqui, no meio de exuberantes florestas tropicais convive-se com a cultura aborígene e contemporânea, desfrutando de praias fabulosas e a maior diversidade de fauna e flora da Austrália.

IMGP1607

PARA FAZER


Kuranda Scenic Railway e Skyrail Rainforest – Duas fantásticas formas de apreciar a floresta tropical, uma das regiões eleitas como Património Mundial da Humanidade! Subir de comboio, no “Kuranda Scenic Railway”, ao topo do Kuranda é uma experiência única. O percurso abraça as escarpas da montanha e atravessa-a em estreitos túneis e pontes de madeira, um verdadeiro milagre de engenharia! O regresso deve ser feito pelo teleférico – “Skyrail Rainforest”: ao descer, a vista sobre as ”Barron Gorge” e a floresta tropical é simplesmente deslumbrante!

Cairns Botanic Gardens e Tanks Arts Centre – passear no jardim botânico de Cairns permite acompanhar a evolução da flora Australiana nos últimos 415 milhões de anos e uma oportunidade de apreciar as atividades culturais do “Tanks Arts Centre”. Aqui a natureza funde-se com a arte contemporânea.

Tjapukai Aboriginal Cultural Park –  O “Far North Queensland” é uma zona rica da cultura aborígene. Este parque, localizado no sopé do teleférico em “Caravonica Lakes”, é uma celebração aos povos indígenas da floresta tropical.  Aqui vive-se a cultura aborígene – desde aprender a tocar “didgeridoo” ou a lançar o “boomerang” até à confeção da comida tradicional, o “bush tucker”.  Podemos ainda apreciar as suas danças e histórias tradicionais.

The Great Barrier Reef – Cairns é a principal porta de entrada para a Grande Barreira de Coral. Com 2300 quilómetros de extensão, é o maior sistema de recife de corais do mundo. A barreira, com cores vibrantes e únicas, abriga uma grande diversidade de vida marinha. Conhecê-la é uma aventura que muda a vida de quem a explora. Pode-se chegar a este mundo subaquático de várias formas: barco a motor, vela, e até mesmo por “skydive”.

Lagoon – Este e o sitio ideal para um mergulho de agua salgada. No norte de Queensland nao se pode tomar banho no mar devido ao numero de criaturas perigosas. Por isso existem as lagoons espelhadas pelas cidades. A lagoon de Cairns é bonita e apetecível. Um banho aqui e imprescindível!

Daintree Rainforest – A floresta tropical húmida, a norte de Cairns, é a mais antiga floresta tropical do planeta. O Parque Nacional de “Daintree Rainforest” é o habitat de animais únicos, alguns ainda com as características da Era Jurássica. Metade das espécies de pássaros australianos, um terço dos mamíferos e rãs, um quarto dos répteis e mais de 12000 insetos vivem aqui. Numa área de flora exuberante, existem trilhos fantásticos para descobrir este paraíso. É também aqui que podes ver crocodilos apanharem sol no banco dos rios ou mesmo a passarem ao lado dos barcos.

IMGP1341

IMG_0491
PARA COMER


CAFFEIND – Para o melhor brunch – Parece que Melbourne veio até aos trópicos e ficou por este café. O pão de banana e noz servido com banana flame e gelado de coco e divinal!

Ganbaranba – Para o melhor Ramen. Aqui por vezes a fila vai pela rua fora, mas compensa! O ramen é fresco, delicioso, barato e vem com chá gelado de cortesia.

Waterbar & Grill  Para o melhor bife. O segredo para os bifes no  Waterbar & Grill é a carne orgânica do Atherton Tablelands Morganbury Meat Company. Os bifes são de deixar agua na boca.

Ochre –  Para a melhor comida indígena. Carpaccio de Emu, Crocodilo em folhas nativas com sal e pimenta, lombo canguru grelhado? Este é o restaurante para experimentar tudo isto.

Salt House – Sem dúvida que este restaurante é o que oferece melhor vista. A comida é óptima.

163584

ASBAT-223

PARA DORMIR


Dreamtime Travellers Rest – Um  eco-turismo que também oferece oportunidades de trabalho de conservação da natureza e voluntariado. Uma vez por semana, faz-se um churrasco para angariar dinheiro para os professores nos Himalaias.

Coconut Holiday Park  – Fica a 6km do centro de Cairns. Ump arque de campismo extraordinário, com parque aquático, piscinas, cinema ao ar livre. É bom e barato.

The Northern Greenhouse – Neste hostel existe de tudo desde dormitórios até mini apartamentos com cozinha e varandas. A area é enorme e tem um ambiente super relaxado.

6

COMPRAS


Mercados – Desde manga apanhada diariamente ate cafe produzido localmente, o mercado de Cairns tem muito para oferecer. O mercado no centro da cidade  funciona de sexta a domingo, com mais de 180 bancas que oferecem  frutos tropicais, legumes, flores, bric-a-brac, produtos de delicatessen. Existe também um mercado na Esplanade que funciona somente aos sábados. O foco deste mercado é produtos artesanais e australianos. 

Port-Douglas-Markets

Comentários

comments

Share:
Written by Carlitos
Nascido e criado em Rossio ao Sul do Tejo, Abrantes, onde vive, tem alguma dificuldade em definir-se profissionalmente, por isso muitas vezes diz ser sonhador profissional. Esta faceta de sonhador levou-o a fugir de ser Eng. Civil e a criar o seu Mundo encantado com um projeto chamado O Meu Escritório é lá Fora!, que é, entre outras coisas, um blog onde relata as suas aventuras, viagens e sonhos. A coisa (o blog) tornou-se tão séria, que em Fevereiro de 2016 foi votado como o 7º Melhor Blog de Viagens do Mundo.