Mar de Serra. O nome, faz sentido. Uma pequena casinha (na verdade são duas), imersa no Parque Natural das Serras d’Aire e Candeeiros (PNSAC). Tão perto e tão longe do mundo das pessoas, das luzes e dos carros. Já estou a adiantar o final, é uma espécie de mergulho na Natureza, este Mar de Serra. 

Curiosamente cheguei ao Mar de Serra vindo, literalmente, do mar (sim, aquele de água salgada). E logo do gigante mar da Nazaré. Esta casinha mergulhada no verde áspero, provocado pela mistura tão típica desta região, de vegetação e pedra, fica a pouco mais de READ MORE

Share:

Casa do Foral. Casa do séc. XIX, convertida em Turismo de Habitação. Com traço ribatejano, mas com alma multicultural. Fica em Rio Maior, Ribatejo, a 25km da capital de distrito, Santarém. Tem coração ribatejano, mas é inspirada (ou influenciada) por diferentes culturas e paisagens. Fica na “porta” Sul do, interessantíssimo, Parque Natural das Serras d’Aire e Candeeiros, e a “dois passos” da Costa Atlântica (Peniche, Foz do Arelho e Nazaré, por exemplo). Dois pontos, culturalmente, bem distantes da Lezíria, touros, cavalos e Fandango do Ribatejo. Estas diferentes influências tornam difícil revelar um identidade forte, mas não vejo isso como READ MORE

Share:

Six Senses Douro Valley. Hotel, com base numa quinta do séc. XIX, completamente renovada (quer dizer, dizer que foi renovada até é um pouco redutor…foi renovada, sim, mas com atenção ao mais ínfimo pormenor), localizada no vale do Douro. Estive lá com a minha Liliana. Juro-vos que pensei que seria muito feliz se vivesse por ali…para sempre (mas depois tive de voltar para casa e a realidade caiu sobre mim 😉 ).

Sinceramente, é impossível não ficar de boca aberta com este hotel. Não no sentido da parolice da boca aberta, mas como contemplação de algo extraordinário. Fica na READ MORE

Share:

Toda a gente já conhece o Airbnb, certo? Não?! O Airbnb é uma plataforma internacional, que permite reservar casas para curtos períodos (resumindo, permite alugar casas para férias ou para fim de semana).

A grande diferença do Airbnb para um anúncio de jornal, é que para além de ser uma plataforma bonita e acessível (ou seja, fácil de utilizar), todo o processo é facilitado e automatizado, com uma forma de pagamento segura, dando garantias tanto para quem “vende”, como para quem “compra”. Resultado (de todo este bem fazer): podemos ver casas extraordinárias (que podem ser nossas por um bocadinho) READ MORE

Share:

Ora bem, não existe outra forma de dizer isto, o Inverno chegou. (piada geek: na Guerra dos Tronos isto era uma espécie de anúncio do fim do Mundo) 

Se para uns é dramático o frio nas orelhas e nos pés, outros saltam de alegria em busca de lenha para a lareira. Eu gosto do Inverno, mas tipo só dois ou três dias, depois podia voltar o Verão e o calor com fartura. Gosto muito de andar de calções, é por isso. 😉

Se é (quase) obrigatório visitar a praia no Verão, no Inverno também existem lugares que se deveriam tornar READ MORE

Share:

Esta é aquela altura do ano em que se sente o ano a acabar e se começa a pensar na passagem de ano. Acho que todos temos o mesmo pensamento “Este ano vou fazer alguma coisa diferente!”. Isto, é mesmo que pensar “Este ano é que é!”. Agora o problema levanta-se, é na altura de decidir, realmente, o que fazer e para onde ir. Dou-vos uma ajuda (preciosa). A Alice, sim, a do país das maravilhas vai estar na passagem de ano do Tivoli Victoria, em Vilamoura. É preciso dizer mais alguma coisa para vos convencer? Posso dizer. Já lá READ MORE

Share:

Se tivesse que escolher, em 5 segundos, uma palavra para definir a minha experiência no Luz Houses, a palavra (tão especial) seria: casa. Primeiro, porque desejava que a minha casa fosse assim 😉 . Cada pormenor, cada recanto. Segundo, porque fui recebido como se recebe alguém em sua casa. Do melhor. O Luz Houses é um pequeno hotel de charme, fica em Fátima, tem 15 quartos e é uma espécie de rockstar dos intitulados boutique hotel. Estive lá dois dias e adorei.

Cheguei ao Luz Houses à hora de almoço de uma quarta-feira, com saída planeada para a hora de almoço READ MORE

Share:

Ria Formosa é um pequeno paraíso, com 60km de comprimento entre a praia do Ancão e Cacela Velha.

Este Parque Natural algarvio, é um dos meus locais favoritos, onde me sinto incrivelmente bem, tão bem que quase que posso chamar esta região de “2ª casa”. É todo o conjunto. A ria a dividir povoações, carregadas de histórias, de pequenas e idílicas ilhas, a água clara de temperatura agradável (muitas vezes 25º), a areia branca, as ostras, amêijoas, polvos e afins, as idas de barco para as ilhas, e por fim e não menos importante, as pessoas que tão bem representam READ MORE

Share:

O Tivoli Victoria não brinca aos hotéis. Não é daqueles hotéis de 5 estrelas que durante a nossa estadia pensamos “podia ter 4 estrelas”. Arrisco a dizer que está mais próximo do 5,5 do que do 4,5 😉 . Fica em Vilamoura, no meio de um campo de golf com cheiro a mar, e aqui percebi o que era a tal coisa do luxo.

Chegamos (eu e a Liliana) ao hotel na passada 6a feira à noite para o curta estadia até Domingo. Ou seja, duas noites para sentir o lusco-fusco “estás de férias mas não estás” (sendo que a READ MORE

Share:

Sou um ribatejano apaixonado pelo Alentejo (acho que é uma conexão provável, somos uma espécie de parentes 😉 ). Gosto do timing (lento 🙂 ) do andar do tempo, gosto das paisagens e dos cheiros, ah…e não me posso esquecer das pessoas, da gastronomia e dos vinhos.

Este Alto Alentejo, pequeno (salvo seja) recanto do Alentejo, região de montado e de vinha, mas também de serra (PN Serra de São Mamede) e de património mundial (Elvas). Existe realmente algo de especial, e por descobrir, neste fatia de Alentejo, que recebe (e dá) influências das suas regiões de fronteira, Ribatejo a READ MORE

Share:
Page 1 of 3123