Centro histórico de Abrantes em bicicleta. Um roteiro (possível) pelo centro histórico de Abrantes, para fazer de bicicleta (ou a pé, de carro é que não dá 😉 ).

Dois pontos introdutórios (e muito importantes! 🙂 )

  • Abrantes é a minha cidade (vou falar (escrever!) com o coração e espero que com um mínimo de razão 😉 ).
  • A bicicleta não é uma bicicleta qualquer, é uma Foffa, a minha Single Speed. 😉

Começando pelo primeiro ponto, Abrantes. É muito fácil e ao mesmo tempo, muito difícil falar sobre. É fácil porque conheço bem e porque gosto. É difícil porque gosto e quero mais, sou mais critico, mais exigente.

O centro histórico de Abrantes é tão (ou mais) bonito que muitos por essa Europa fora. Tenho orgulho. As praças, as ligações entre praças, a ligação ao Castelo, a topografia inclinada a “desaguar” no Tejo, as Igrejas, a ligação ao passado, as ruas estreitas e muitas outras coisas. Tem um potencial enorme. Mas, existe sempre um mas, precisa sobretudo de ser mais vivido, mais valorizado pelos locais (eu incluído), precisa de mais bares, mais cafés, mais lojas, mais restaurantes, mais hotéis, mais investimento (não só financeiro, também pessoal e criativo). Sobretudo precisa de mais gente. O bonito, por si só, esgota-se em 10 fotografias, depois é preciso experiências, contactos, conversas. Vida.

Voltando ao rumo e objectivo. (eu avisei que não iria ser fácil 🙂 )

Talvez de bicicleta não seja a melhor a melhor forma de conhecer o centro histórico (pelos desníveis a ultrapassar), mas eu fi-lo e gostei, ainda para mais num single speed (é bonita, mas só tem uma mudança e pesada 🙂 ). E as eléctricas estão a ganhar força. Sinceramente, num futuro próximo vejo o “meu” centro histórico sem carros. É possível, é mais uma questão de mudança cultural do que propriamente logística. E conhecer de bicicleta, tem estilo, é ecológico e ainda faz bem à saúde. 😉

Apesar ter valor para mais (tal como um diamante por lapidar), já existe muita coisa boa, que merece ser vivida e valorizada.

E são essas coisas boas que vou apresentar. Existindo muito mais por descobrir. É apenas um rebuçado, onde pode existir um saco cheio deles 🙂 .

Vou apresentar uma lista, não é TOP de coisas a fazer, mas sim um conjunto de coisas boas, que a “minha” cidade tem. Com fotos, para não ser muito chato (romântico e sentimental, como dizia o outro, “se nós não gostarmos da nossa Terra, quem gostará?” (fica a dica) 😉 ).

Numa ordem altimétrica da coisa, do ponto mais alto, para o mais baixo. (vamos de bicicleta, lembram-se, a descer todos os santos ajudam 🙂 ). Coloco aqui 7 coisas para fazer ou visitar em Abrantes (como disse, é apenas um rebuçado, há mais 🙂 ):

 

– Miradouro do Outeiro de São Pedro (junto ao Castelo)

DCIM124GOPRO

A vista é fabulosa (não estivesse a olhar para a minha Terra, Rossio ao Sul do Tejo 🙂 ), com o rio Tejo em destaque. Um dos meus locais favoritos, adoro vir aqui. No verão, perfeito para estender a manta e fazer um picnic. 😉

– Praças da Cidade

DCIM124GOPRO

DCIM124GOPRO

DCIM124GOPRO

DCIM124GOPRO

Se há coisa que Abrantes tem, são praças bonitas. Espaço público no seu melhor. Sente-se na esplanada de um dos cafés da praça e beba uma cerveja Ermida ou vinho Casal da Coelheira, bebidas da Terra.

– Murais Creative Camp

IMG_3126

DCIM124GOPRO

DCIM124GOPRO

O legado, que espero permanente e continuo, que artistas do Creative Camp deixaram na Cidade. Muito bom. Existem muito mais por descobrir, só isto dava um roteiro.

– Novas Lojas

IMG_3129

Coloco aqui a Drogaria Nova, como poderia colocar a Merceneta. São dois bons exemplos, do bem que se faz, e que se deve fazer, por Abrantes. Merecem a visita. (quem visita um, tem que visitar o outro, são vizinhos 😉 

– Restaurante Santa Isabel

DCIM124GOPRO

Altamente recomendado. É tudo bom, mas o arroz de feijão com polvo panado é monumental. 🙂

– Geladaria Liz

DCIM124GOPRO

Muito provavelmente, o melhor gelado do Mundo.

– Mercado Municipal

DCIM124GOPRO

Para quem gosto de arquitetura contemporânea e de legumes frescos, vale a visita ao novo Mercado Municipal. Aqui também vão encontrar o Welcome Center, com todas a informações (espero eu 🙂 ), mapas e afins, sobre todo o Concelho.

 

 

Este artigo contou com o apoio da Rasto (roupa para ciclista urbano) e da Go by Bike (se quiserem uma Foffa igual à minha, é aqui que a encontram 😉 ).

DCIM124GOPRO

DCIM124GOPRO

Comentários

comments

Share:
Written by Carlitos
Nascido e criado em Rossio ao Sul do Tejo, Abrantes, onde vive, tem alguma dificuldade em definir-se profissionalmente, por isso muitas vezes diz ser sonhador profissional. Esta faceta de sonhador levou-o a fugir de ser Eng. Civil e a criar o seu Mundo encantado com um projeto chamado O Meu Escritório é lá Fora!, que é, entre outras coisas, um blog onde relata as suas aventuras, viagens e sonhos. A coisa (o blog) tornou-se tão séria, que em Fevereiro de 2016 foi votado como o 7º Melhor Blog de Viagens do Mundo.