Entrava no quarto dia de viagem, com a paisagem dos Picos da Europa como pano de fundo. Viajava sem um plano definido, ia vivendo e escolhendo os pontos de paragem ao sabor do vento (sabor do vento, na linguagem da malta que viaja quer dizer: “gosto disto, fico por aqui!” 😉 ). Quer dizer, neste caso, o facto de (provavelmente) o único parque de campismo do norte de Espanha, que estava aberto nesta altura do campeonato, ficar no Picos, também pesou em muito na minha decisão em ficar mais um dia por aqui e dedicar um dia para uma absorção READ MORE

Share: