O dia nasceu bonito em Puerto de Vega. Quando coloquei a cabeça fora da carrinha, já os meus vizinhos suecos tinham partido. As nossas carrinhas eram as únicas no gigante parque de auto-caravanas desta simpática aldeia piscatória. Tomei o pequeno almoço, no interior da carrinha, com a porta lateral aberta. Tinha vista deslumbrante, a partir do Meu Escritório, para o enorme Oceano Atlântico. Senti-me, naquele momento, um privilegiado pela vida que tenho. Sinto isso várias vezes. Mas naquele momento, tive de sorrir, por tão abençoado que me estava a sentir. E por algo tão simples. Comer uma banana e uma sandes, READ MORE

Share: